Conhecendo Autores: Augusto Cury

Olá meus lindos e lindas, tudo bem com vocês?
Hoje vim falar sobre um autor conhecido.


O autor que eu escolhi para conhecermos é Augusto Cury.
Augusto Jorge Cury (Colina - São Paulo, 2 de outubro de 1958) é médico psiquiatra, psicoterapeuta, pesquisador e escritor. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, revistas Veja e IstoÉ, Cury é considerado o autor mais lido da última década. Seus livros são publicados em mais de 70 países e já vendeu mais de 25 milhões de livros somente no Brasil. Recebeu o prêmio de melhor ficção do ano de 2009 da Academia Chinesa de Literatura, pelo livro - O Vendedor de Sonhos, inclusive será lançado como filme ainda esse ano, com data prevista para 18 de dezembro.
Tem 40 livros escritos, dentre eles os mais conhecidos O Futuro da Humanidade, A Ditadura da Beleza e a Revolução das Mulheres, Nunca Desista de Seus Sonhos, Ansiedade: Como Enfrentar o Mal do Século, De Gênio e Louco Todo Mundo Tem Um Pouco, O Vendedor de Sonhos, entre outros.


Foto de um trabalho feito sobre Augusto Cury no Ensino Médio.


Gosto muito dos livros do Augusto Cury, até hoje li três, O Futuro da Humanidade, Nunca Desista de Seus Sonhos (Já tem resenha no blog! clica aqui para ler a resenha.), e A Ditadura da Beleza e a Revolução das Mulheres
Talvez muitos não gostam por se tratar de livros de auto ajuda, um gênero que na verdade eu não sou muito fã, pois gosto mais de ficções e romances, mas Cury cria histórias, e isso eu acho legal. Ele cria para trazer a realidade para mais perto de nós, assim podemos entender o que ele nos quer transmitir.
Em O Futuro da Humanidade, o tabu que ele quer quebrar é a forma como olhamos para as pessoas ao nosso redor e as discriminamos facilmente. Na história Marco Polo é um estudante de medicina. Ao entrar na faculdade cheio de sonhos e expectativas, ele se vê diante de uma realidade dura e fria: a falta de respeito e sensibilidade dos professores em relação aos pacientes com transtornos psíquicos, que são marginalizados e tratados como se não tivessem identidade. Com isso, o jovem tenta provar que os pacientes com problemas psiquiátricos merecem mais atenção, respeito e dedicação, além de menos remédios.
Marco Polo conhece Falcão, um mendigo, que por muitos é um "invisível", "louco", mas o estudante o vê como um humano, e que deve ter muita história para contar, além de vê sabedoria em Falcão. O Futuro da Humanidade nos alerta sobre como tachamos nosso próximo, sobre como deixamos as coisas simples, e as melhores coisas da vida passarem despercebidas, o livro tenta abrir nossos olhos, nos ensina a abraçar árvores, a valorizar o simples, a ser humilde, e a olhar dentro das pessoas. Um mendigo não é menos humano que nós, ás vezes ele é até mais sábio.
Em Nunca Desista dos Seus Sonhos, aprendemos que sonhar é essencial, todos nós devemos ter sonhos, devemos ter nossas ambições, correr atrás e nunca desistir, porque adversidades virão, mas devemos ser persistentes, pois um dia nossa vitória há de chegar.
E por fim, A Ditadura da Beleza e a Revolução das Mulheres, aponta um mal que a sociedade feminina, e até mesmo a masculina vem sofrendo, A Ditadura da Beleza, será que existe o belo e o feio? Será que esse rótulo que a mídia, e a própria sociedade joga em nossas mentes é correta? Cury através de histórias nos mostra como a Ditadura da Beleza afeta a sociedade, e ela pode estar dentro de nós. Somos todos belos, devemos nos amar, devemos amar nosso EU, devemos ter um caso de amor conosco mesmo.
Gosto muito do que esse autor tenta nos transmitir, pois nos mostra que somos humanos, que devemos sentir, questionar, pensar, devemos valorizar o simples, devemos ter um caso de amor conosco mesmo, e principalmente devemos viver, não devemos ser telespectadores no palco do teatro da vida, mas devemos ser atores.



12 Cartas em 12 meses #Agosto

Olá meus lindos e lindas, como estão? 
Visitando alguns blogs achei um desafio muito legal que é 12 Cartas em 12 meses, e como amo escrever aceitei o desafio.
O desafio do mês de Agosto é para eu escrever uma carta ao meu reflexo no espelho.
Dá um play na música abaixo (sim minhas cartinhas tem direito a trilha sonora) e se aventure comigo!



AGOSTO –  UMA CARTA AO SEU REFLEXO NO ESPELHO
Playlist: Raridade - Anderson Freire




Querido Reflexo, 
 

Me pergunto, é fácil olhar para nós mesmos? É fácil apontar nossas qualidades?
Claro que é. É fácil nos darmos qualidades, dizer que somos bons nisso ou naquilo, mas é fácil apontar nossos erros? Nossos defeitos?
Eu? Eu não sou a melhor pessoa do mundo, e nem chego perto disso. Se eu queria? Com certeza. Queria ser uma pessoa melhor, queria ser uma garota que por onde chegasse as pessoas só falassem bem, mas eu sou uma mera humana, e com muitas falhas.
Será que é fácil dizer que sou uma egoísta? Que uma ou mais vezes na minha vida eu pensei só em mim? Será que é fácil eu dizer que já senti muita raiva de uma pessoa a ponto de querer que tal pessoa sumisse para sempre da minha vida? Cruel né? Muito cruel! Será que é fácil eu dizer que queria pagar na mesma moeda quem um dia me fez chorar? Será que é fácil dizer que eu detesto aquela pessoa, mas finjo que está tudo bem? Que odeio ouvir certas coisas? Que não suporto fulano? E por aí vai. Quanta coisa ruim!
Mas essa sou eu, nesse momento olhando para o meu reflexo e dizendo: VOCÊ NÃO É PERFEITA JAYHANA! VOCÊ ERRA MUITO! VOCÊ NÃO ESTÁ NEM PERTO DE SER PERFEITA! VOCÊ TEM SENTIMENTOS MAUS, NÃO É TÃO BOA QUANTO PARECE!
Sou falha, erro, tenho muitos defeitos, mas todos nós erramos, todos nós temos defeitos, não sou melhor que você.
Viu quantos defeitos citei? E tem muito mais, porque eu não sou perfeita. Qualidades? Sim eu tenho, mas deixo para que as pessoas descubram quais são, porque eu tenho, eu sei que tenho, e espero que eu tenha muitas, que eu tenha o suficiente para superar todas as minhas falhas.
Eu já quis ser uma pessoa perfeita, já quis tratar todos bem o tempo todo, mas sabe o quanto isso é difícil? Muito difícil! Não sou um robô programado. Nem Deus (e Ele sim é perfeito) conseguiu agradar a todos, imagina eu, uma mera humana, cheia de falhas. Foi então que me toquei, não posso sair por aí agradando a todos, mas posso tentar dar o meu melhor para aqueles que amo, e é isso que faço. Amo as pessoas, tento compreende-las, e quando ouço um “gosto muito de você”, “você é especial”, me sinto feliz, pois sei que estou indo bem, que estou conseguindo dar o meu melhor, tentando me superar a cada dia.
“O pecado não consegue esconder a marca de Jesus que existe em você, o que você fez ou deixou de fazer não mudou o início, Deus escolheu você, sua raridade não está naquilo que você possui, ou que sabe fazer, isso é mistério de Deus com você. Você é um espelho que reflete a imagem do Senhor, não chore se o mundo ainda não notou, já é o bastante Deus reconhecer o seu valor. ”



Com Carinho,

De alguém que é falha, mas está sempre tentando se superar!



Caso queira ler as outras cartinhas é só acessar: 12 Cartas em 12 Meses 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Jayhana De Nardi - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo